Entenda como instalar o certificado digital

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

À medida que o mundo digital se expande e divide cada vez mais espaço com o mundo real, também cresce o número e a qualidade das soluções de segurança.

Para os contadores, a mais importante delas é, sem dúvida, a aquisição de um certificado digital. Indispensável, o certificado viabiliza a realização de milhares de transações feitas diariamente por dispositivos eletrônicos conectados à internet.

O problema é que ainda restam algumas dúvidas sobre como instalar o certificado digital. Em parte, isso se explica pelas diferenças dos métodos de cada modelo de certificado.

Vale lembrar que, independentemente de ser destinado à pessoa física ou jurídica, é necessário conhecer as peculiaridades dos formatos A1 e A3. Em ambos os casos, o processo é bem simples, como você verá a seguir.

Continue a leitura e aprenda a instalar o certificado digital de um jeito objetivo e descomplicado!

Quais são as diferenças entre os formatos A1 e A3?

Antes de mais nada, todo contador deve saber que os dois padrões cumprem o mesmo propósito: garantir que as partes envolvidas são quem elas afirmam ser.

Pessoalmente e em certas ocasiões, nós temos de confirmar nossa identidade, por meio de apresentação de documento original com foto. Às organizações, são solicitadas outras confirmações, verificadas pela conferência da autenticidade do contrato social, por exemplo, e das assinaturas dos sócios.

No meio virtual, os certificados de padrão A1 e A3 atestam a mesma veracidade de identidade dessas assinaturas. Porém, eles diferem entre si.

Uma das distinções consiste na criptografia usada no momento do cruzamento e autenticação dos dados. A outra se refere à utilização ou não de um hardware. Enquanto o formato A1 não depende de um token, o A3 funciona mediante o uso desse drive ou de um cartão especial de acesso.

Como instalar o certificado digital A1?

Assim como acontece diante da necessidade de se instalar qualquer software, você precisa se atentar a certos detalhes. A seguir, confira um passo a passo.

Prepare o dispositivo

Dispositivos com sistemas operacionais (OS) desatualizados podem apresentar travamentos ou até mesmo impedir a emissão do certificado.

Por isso, localize a última versão lançada para o referido dispositivo e verifique se ela está devidamente baixada e instalada.

Geralmente, eventuais dificuldades são facilmente solucionadas após uma rápida atualização, seja do Java, seja do OS.

Baixe o software do certificado digital

Em se tratando de computadores, você precisa ficar atento ao próprio tipo de sistema operacional, que pode ser de 32 ou 64 bits. O detalhe é importante, porque está ligado à capacidade de processamento de dados do processador contido na máquina.

Basicamente, isso significa que softwares incompatíveis funcionam mal ou simplesmente sequer são executados.

Na página de download do certificado, basta selecionar o software correspondente. Se houver dúvidas quanto a esse ponto, você deve saná-las por meio da busca das informações do sistema presente em seu PC ou laptop. Feito isso, pode baixar a versão apropriada tranquilamente.

Execute o software

Depois de salvar o software em uma pasta, você deverá executá-lo. Repare que, nesse instante, serão pedidos dados de login, imprescindíveis para autorizar a emissão do certificado digital naquele dispositivo. Você os encontra no documento de acesso, disponibilizado pela empresa fornecedora do certificado.

Emita o certificado e grave uma senha

Concluída a emissão do arquivo, é preciso definir uma senha, diretamente vinculada ao acesso do próprio.

Sobre o código a ser criado, tenha em mente duas observações:

  • elabore uma senha segura, ou seja, constituída de, pelo menos 8 dígitos (máximo de 15), que misturem letras, números e caracteres especiais. Nesse sentido, a compactação de frases em siglas exclusivas é interessante, bem como (em menor grau) a criação de acrônimos com pseudopalavras;
  • grave a senha, pois seu esquecimento acarretará na perda do certificado digital em questão.

Importe o certificado

Dê um duplo clique no arquivo gerado (com o nome da razão social da empresa ou do usuário pessoa física) e finalize a importação do seu certificado digital. Agora, só falta fazer um backup na nuvem ou em um pendrive.

Como instalar o certificado digital A3?

Por estar atrelado à presença de uma mídia física, a instalação do certificado digital A3 contempla outros procedimentos. Confira, a seguir, quais.

Baixe o driver adequado

Dito de maneira simplificada, o driver (não confundir com drive) exerce a função de estabelecer uma ponte entre cada item de hardware (interno ou externo), a placa-mãe e o sistema operacional. Trata-se de um item fundamental, para que o token seja reconhecido e executado da maneira esperada.

Para encontrar o driver correspondente, você só precisa ir até a página de suporte da empresa fornecedora do certificado digital. Note que também existem versões otimizadas para sistemas operacionais de 32 e 64 bits. Tomado esse cuidado, basta abrir e dar sequência às telas de instalação.

Logo depois, você também deve testar o funcionamento do certificado via inserção da leitora e cartão inteligente (smartcard) ou do token. Ainda em relação ao certificado A3, vale frisar que uma eventual inutilização da mídia física fará com que ela precise ser trocada por uma nova. Nessa circunstância, a empresa certificadora se encarrega de liberar outro drive.

Como saber se seu certificado digital está habilitado?

Se você seguiu o conjunto de passos corretamente de ambos os tipos de certificado, eles devem desempenhar sua função desejada de forma fluída. Basicamente, existem dois caminhos para testar esse funcionamento.

O primeiro deles consiste em acessar uma página especificamente criada pela desenvolvedora do certificado. Alternativamente, também é possível acessar qualquer site que exija uso do certificado digital, como o Portal e-CAC.

Certamente, o certificado digital já se apresenta como uma solução imprescindível no meio virtual. Como informamos no início, a importância dessa certificação é alta para os escritórios de contabilidade, mas também se estende a outras áreas, como a advocacia. Atualmente, o próprio MEI deve ter um certificado digital.

A fim de se distanciar de quaisquer dores de cabeça, conheça as soluções da Qualitycert, que oferece os certificados de padrão A1 e A3, com todas as vantagens para sua empresa. Afinal, escolher uma parceria de forma correta é tão importante como aprender a instalar o certificado digital no seu dispositivo.

Assim, você terá a certeza de contar com o apoio de uma empresa realmente comprometida, com a qualidade da certificação digital ofertada.

Quer saber mais sobre o assunto? Fique por dentro de todos os detalhes relacionados ao certificado digital!

Compartilhe
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Preencha o formulário e saiba como ser um revendedor Qualitycert

Solicite seu Certificado Digital através dos telefones
(31) 3721-1860 ou WhatsApp (31) 3166-5960

1- Certificado

2- Dispositivo

3- Período

4- Atendimento

5- Seu Certificado

*Para atendimento por videoconferência é necessário a validação biométrica por CNH ou ter registro biométrico cadastrado no PSBIO

Solicite seu Certificado Digital através dos telefones
(31) 3721-1860 ou WhatsApp (31) 3166-5960

1- Certificado

2- Dispositivo

3- Período

4- Atendimento

5- Seu Certificado

*Para atendimento por videoconferência é necessário a validação biométrica por CNH ou ter registro biométrico cadastrado no PSBIO

Solicite seu Certificado Digital através dos telefones
(31) 3317-7995 ou WhatsApp (31) 3166-5960

1- Certificado

2- Dispositivo

3- Período

4- Atendimento

5- Seu Certificado

*Para atendimento por videoconferência é necessário a validação biométrica por CNH ou ter registro biométrico cadastrado no PSBIO